Como saber se a solda ficou boa

Com o progresso tecnológico na especialidade de soldagem mais explicações são apresentadas, e dessa maneira, cooperando para que em uma mesma exercício existam mais processos.

Em vez de um processamento apagar o outro, todos continuam sendo usados, direcionando a melhor aplicabilidade de cada cirurgia, e dependendo das necessidades ou dificuldades específicas.

Hoje, há 3 processos amplamente usados na indústria e serviços: ELETRODO CALÇADO, MIG/MAG e TIG.


No entanto para definir qual processamento você precisa usar, é fundamental saber quais as qualidades de cada um, para obter benefícios e desvantagens entre eles.O material embaixo é bem educativo e explicativo, então, se você já conhece os 3 processos, recomendamos ir direto para as “Aplicações Recomendadas”.

Soldadura com Eletrodo Calçado


É o mais antecessor dos 3 processos. O eletrodo e a canhão de trabalho são condutores elétricos. Ao se conectarem, a condução da corrente elétrica passa por eles, afastando o eletrodo da canhão.

Forma-se um argola ativo condutor de corrente, que superaquece o eletrodo e a canhão de trabalho, causando a liga dos metais do eletrodo e da canhão na região de mudança desta força. A caridade do eletrodo, metálica e, então, condutora de eletricidade, está revestida pela resina que, ao ser aquecida, queima e expulsa o gás no hora da liga.

Dessa maneira, no momento em que a caridade do eletrodo se funde, o blindagem de desprende e libera gases que protegem a poça de soldadura do contato com a atmosfera.


A resina depois de resfriada encontra-se em estado endurecido de novo, dando a origem à escória, que encontra-se sobre o local colado. Para um bom morrer, ela precisa ser removida ao fim de cada passo.

Sem a retirada da escória, encontra-se prejudicada o morrer visual da soldadura e dificulta a produtividade. A retirada requer funções manuais pós-solda.O eletrodo possui um massa exclusivo e com isto não oferece acrescentamento contínua de material, o que reduz também mais a produtividade desse processamento.

Embora disso, é um processamento bastante empregado, uma vez que tem menor esforço de aplicação em jovem grandeza e a compra do equipamento similarmente é mais barata que em mais processos, tornando-o também hoje o mais popular e flexível.


Aplicações recomendadas (Eletrodo):


– Baixa e fabricação de grades, portões e estruturas metálicas– Recuperação de eixos, enchimentos (caminhões, tratores, máquinas pesadas)– Recuperação em peças de ferro-fundido e mais metais.– Soldas de eletrodos especiais com ligas duras para revestimentos.– Soldagem maneiro, em qualquer lugar.– Ideal para Preservação em maior parte.


A Weld Vision tem para este

processamento a Série Microssaia, Fusion e Grand Fusion. Compostas por equipamentos portáteis e similarmente equipamentos robustos para indústria pesada, que são capazes de trocar transformadores e retificadores, que estão se tornando obsoletos na indústria, por serem pesados e caros, com alto uso de força, ao contrário dos inversores de soldadura Weld Vision.

Soldadura com MIG/MAG


No processamento Mig/Mag, o eletrodo é cambiado pelo dinheiro de soldagem. Como acrescentamento de material, esse dinheiro é impulsionado pelo alimentador que o conduz por meio da lampadário até a canhão de trabalho. Neste caso no momento em que o dinheiro passa pelo gancho de contato da lampadário, ele recebe a corrente elétrica e, em contato com a canhão de trabalho acontece a boca do argola ativo.

O local da poça de liga é tratado coberto pelos gases específicos para esse processamento: CO 2, Argônio ou Combinação, dependendo da aplicação.


Variadamente do eletrodo calçado, que manualmente você faz a afinidade mantendo o eletrodo que é usado na mesma equivalência a distância da canhão, neste processamento você precisa preservar uma distância constante entre a canhão de trabalho e a ponta do dinheiro de soldadura.

Você regula a rapidez do dinheiro nos controles do equipamento – rapidez de dinheiro e amperagem – proporcionalmente até obter a regulagem adequada que tenha ótima astúcia, bom morrer, baixo nível de respingos e rumor constante ( fracasso do processamento de soldagem).


Esse é um processamento de alto capacidade e produtividade, com muita facilidade operacional.


Aplicações recomendadas (MIG/MAG):

Acesse AQUI: Máquina de Solda Inversora e Transformador de Solda


– Construção de estruturas metálicas em maior parte, (escadas, grades, portões, bases de maquinas, bancadas, tesouras, treliças, peças técnicas, etc..)– Segmentos de Serralherias, Caldeirarias, mecânicas, soldagens, indústrias metal mecânicas.– Baixa e fabricação de tanques em aço inoxidável ou aço carbono– Desempenho em eixos de caminhões, ônibus, empilhadeiras, etc…– Preservação de tratores e implementos rodoviários e agrícolas– Processos industriais de soldagem em maior parte

Soldadura TIG


Dos 3, o processamento de soldadura TIG é o que necessita de maior agilidade do profissional. Na execução, esse processamento requer uma agilidade parecida com a de um pintor artístico. Pode-se expressar que um bom “tigueiro” é um artista.


Esse processamento utiliza de um eletrodo de tungstênio como ponto de mudança do argola por meio da condutividade entre o eletrodo e a canhão de trabalho.

Variadamente dos mais processos, esse eletrodo é somente um condutor e não é usado ou unido ao material colado. A ofício do eletrodo é de acarretar a corrente elétrica para aquecer o local a ser colado, fazer a poça de liga, fundindo a canhão com a outra parte ou com o material inserido, que pode ser uma vareta do mesmo material.


O processamento TIG, utiliza animação preguiçoso na proteção da soldadura. A soldadura TIG pode ser trabalhada em duas formas de correntes. Isto se refere ao modelo de equipamento e aplicabilidade de soldagem em distintos materiais:


AC ( corrente alternada), usada para soldadura de materiais não ferrosos, especialmente alumínio;


DC ( corrente contínua), aplicada para soldar aço carbono, aço puro e mais materiais ferrosos.


A produtividade da soldadura TIG é menor que a dos mais processos, porém a qualidade da soldadura e a diversidade de aplicação são bastante maiores.

Por ser mais confiável, é um processamento empregado em peças que precisam de uma soldadura de altíssima qualidade de morrer e resistência, em tanques que exigem soldadura sem rupturas, mordeduras, ranhuras em que estes pontos são capazes de reter contaminantes como bactérias, em caso de tanques alimentícios ou farmacêuticos.

FONTE: https://www.r7.com