Offshore é Confiável

O mercado offshore é um mercado bem atípico, bastante exclusivo, uma existência à parte. Apenas quem vive e trabalha nesse mercado sabe suas especificidades e todas as questões que giram em redor desse mundo. Para este mercado não há dia ou noite, não há momento para entrar ou momento para sair, não há dia de semana ou fim de semana, não há natal, não há feriados! As atividades são realizadas 24 horas por dia, 7 dias na semana, 30 dias no mês, 365 dias no ano.

As atividades são realizadas em alto derramamento em sua maior parte do tempo, e não para de modo algum, não pode paralisar uma vez que o mercado funciona e ocorre 24 horas por dia. Nesse mercado, no momento em que não estão trabalhando estão de sobreaviso, o tempo todo relacionado no que está acontecendo a beira dos barcos e plataformas.

Está constantemente 24 horas no ar!


É um mundo dentro de uma município!
Uma abelhudice nesse mercado é o algarismo de países dentro de uma única município: Macaé. Precisamente, ao longo estes 12 anos de trabalho, convivi e trabalhei, com as mais variadas nacionalidades. Além de brasileiros tive a grata experiência de trabalhar com ingleses, escoceses, holandeses, americanos, indianos, franceses, noruegueses, portugueses e mais.

Em cada aresta, em cada empresa, uma pátria distinto. É uma município completamente globalizada, diversos países interagindo todo o tempo, o tempo todo! É uma multipluraridade cultural! Aqui o relacionamento intercultural é uma discussão primordial para a empresa quanto para o profissional desse mercado.


Segunda linguarão: quase obrigatória!


Em cada aresta, em cada empresa, uma pátria distinto, uma linguarão distinto similarmente! Nesse mercado anunciar uma segunda linguarão, não é uma discussão apetecível, e efetivamente uma discussão exigida. Anunciar Inglês é primordial a todo profissional. A continuidade e o desenvolvimento de um profissional nesse mercado depende de sua agilidade de anunciar Inglês. Escolas de inglês espalham-se pela município e mais também, já se encontram a beira das plataformas e dos navios.

Tudo para aumentar a comunicação entre as mais muitas culturas, nacionalidades e profissionais. Há profissionais que não falam Inglês, porém nesse mercado acabam ficando limitados às companhias brasileiras com negócio completamente nacional.


O mercado não é aberto para todos!


Alguns anos atrás nós víamos todos os dias diversas reportagens desvendando a porção de indivíduos chegando à município buscando uma chance profissional. Reportagens essas que mostravam a município de Macaé como o berço de vagas de emprego. Engana-se quem também acredita que o mercado é aberto para todos! Não é e de modo algum foi! Estou dizendo isto com correlação aos profissionais que tentam entrar no mercado, porém não podem. Não podem visto que aqui o profissional necessita ser especializado. Seja um técnico, engenheiro, um marinho.

Todos precisam de uma apreciação ou de experiência no mercado. Similarmente acredito e digo isto em correlação às companhias, pequenas companhias ou pequenos serviços que desejam entrar no mercado. Não é uma coisa tão simples de se realizar. As indivíduos conhecem umas às outras, indicam e recomendam a quem eles conhecem ou com quem eles trabalharam.

É necessário ter um networking forte e bem agenciado, seja como profissional ou como empresa, para conseguir entrar e se fundamentar dentro desse mercado.


A Cirurgia é a criança dos olhos das companhias!


Uma das minhas maiores dificuldades ao alcançar nesse mercado era supervisionar o porquê a cirurgia era “a criança dos olhos ” de todas as companhias nesse mercado. A cirurgia ocorre na ponta, no derramamento, com os funcionários embarcados. Várias vezes acompanhada de próximo pelo olhar do cliente, por meio do fiscal a beira. 24 horas a cirurgia não para. A cirurgia tem que ser excelente, ou aproximadamente excelente.


É essa cirurgia que está sendo constantemente avaliada pelo cliente. Auditorias, fiscalizações, documentações, orientação de próximo dos clientes são somente algumas formas de moderar a cirurgia.


Outras ferramentas, sistemas de controle, BAD, PEOTRAM, ISO´s, Documentações trabalhistas, Índices de operacionalidade, de fabricação, de qualidade, de segurança, em suma avaliações constantes fazem parte do dia a dia de uma empresa do mercado offshore e impactam de modo direto o receita de uma empresa.


Se a cirurgia não funciona, ocorre o conhecido e conhecido “downtime” e é aí no qual as companhias perdem, deixam de passar a ter ou pagam inúmeras multas.


Tudo nesse mercado é seguro, enriquecido, cada detalhe da cirurgia tem que permitir certamente. E essa cirurgia depende dos departamentos e indivíduos de guarida nas bases operacionais assim como também depende dos funcionários que estão na ponta.


Trabalho confinado não é para qualquer um!


Este mercado apresenta uma situação peculiar que é a de estar em alto derramamento, não raro, há centenas de quilômetros da encosto, ao longo um tempo de diversos dias, numa grandeza de rotatividade, podendo se andar somente dentro um lugar ínfimo. Essa grandeza pode variegar de 14 x 14, 14 x 21 e no caso de marítimos, escalas de 28 x 28, 35x 35 dias.


O tempo de confinamento é uma coisa que repercute de modo direto na vida único dos profissionais embarcados. Ábdito de suas famílias ao longo todo este tempo, eles apenas são capazes de montar uns com os mais. Suas vidas dependem uns dos mais.


Profissionais desse mercado sofrem com a feiticeiro de casa, com a apartamento dos familiares, sofrem com a transposição ao mundo onshore no momento em que desembarcam, sofrem com a falta de lugar e com o feito de estarem “presos” ao longo um tempo de tempo sem acesso a terra. O mundo lá fora apenas a partir de internet, tv ou contato com família pelo telefone.


Segurança nossa série de frente!


De um lado, a “ criança dos olhos da empresa ”: A cirurgia! E do outro lado, o “ avejão ” de toda empresa, a segurança! Além de uma cirurgia bem realizada, produtiva e dentro dos métodos de qualidade do cliente, a empresa padece bastante com a discórdia de segurança. Palestras, treinamentos, vídeos, jornais e internet, todos os canais possíveis para difundir e informar os funcionários sobre a segurança e sua valia dentro desse mercado.


Procedimentos são criados, treinados, conhecidos em prol da segurança da cirurgia, a segurança do profissional.


Companhias investem milhões de dólares em segurança, porém também dessa maneira, acidentes e incidentes acontecem o tempo todo. A segurança é a série de frente desse mercado, porém lamentavelmente também depende especialmente do homem, de sua postura, de sua percepção, de seu comportamento. Sem isto, não há qualquer programa de segurança que funcione.


Por isso traduzindo de maneira bem simples, o mercado vive uma luta incansável na cirurgia de suas atividades, em conjunto com a percepção de seus profissionais e um comportamento mais sem riscos.


Investimento em treinamento: mandatório!
Treinamento para o mercado offshore não é uma coisa apetecível, é uma coisa mandatório! Sem eles, os profissionais não podem nem sequer mesmo ir a beira.


São milhões de dólares no investimento em treinamentos, código regulamentadoras a seguir, novas legislações chegando, novas ferramentas, equipamentos e sistemas e demandas contratuais por parte do cliente. Cada nova cirurgia, ou acidente, ou nova lei, é um treinamento a mais a ser incluído na forma de treinamento.

Clique Aqui: Qual a Forma Correta de Investir no Dólar


As matrizes de treinamentos e de competências das companhias são extensas a fim de atenderem às demandas contratuais e de leis.
Uma empresa no momento em que nesse mercado vigia que treinamento já tem que ser uma coisa intrínseco à existência dela. Agredir em treinamento é primordial e uma existência primordial ao mercado.


Experiência x formação! Aqui tendes a discórdia!


Outro ensino profissionalizante importantíssimo que eu obtive nesse mercado é a valorização da experiência profissional. A experiência sobressai à formação superior dos profissionais, em vários casos. Não estou dizendo que a formação não é valorizada, estou dizendo que não é o mais fundamental.


Trabalhando 12 anos nesse mercado, percebi que a qualidade do profissional não se faz apenas pela sua formação, porém similarmente e especialmente pela sua experiência e personalidade profissional. A apreciação de vários profissionais se efetua similarmente e mais também pela sua experiência profissional.
Nesse mercado é comum você saber profissionais da mais alta qualidade, respeitados e fundo valorizados pelo mercado pela sua vivência e experiência profissional.


A formação superior nesse mercado não é de todo limitante como em mais mercados. Com vantagem, inegavelmente, das utilidades que são exigidas formação superior, como engenheiros por exemplo.


O profissional tem que ter um perfil comportamental especifico:


Para trabalhar no mercado offshore, além das competências técnicas e experiência profissional, o profissional necessita ter um perfil comportamental bastante exclusivo:


Se acertar aos afastamentos periódicos, escalas diferenciadas;


Se informar da impraticabilidade de estar presente em datas festivas e / ou essenciais para as famílias, aniversários, farra de natal, dia das mães, dia dos pais e dessa maneira por perante ;


Supervisionar sobre a dificuldade de conservação nos pesquisas ;


Saber sobre a dificuldade de comunicação com o mundo exterior (familiares e pessoais);


Compreender a controle de lugar ;


Se acertar ao rotatividade diurno e noturno;


Estar inteirado dos riscas à saúde, segurança e meio local ;


Conseguir trabalhar em local confinado


Apagão de profissionais – ocorre efetivamente!
Este mercado geralmente padece de um apagão de profissionais. Nesse hora de crise no mercado e no país, várias companhias de diversos setores de poço, fabricação e marítimos demitiram várias indivíduos, o que significa mais profissionais disponíveis no mercado.


Porém geralmente e ao longo um tempo, tivemos falta de profissionais qualificados no mercado. Entre os anos de 2003 no momento em que cheguei aqui até o final de 2013, faltavam profissionais qualificados no mercado.


As companhias se utilizavam de suas associações e sindicatos para se realizar demonstrar juntamente à Arma, DPC e mais órgãos, por exemplo, no caso dos marítimos (CIAGA, CIABA), por mais profissionais.


Outro coeficiente que geralmente pleito o apagão de profissionais nesse mercado é a oscilação constante por parte dos clientes e novas cláusulas que são incluída em novos contratos, com demandas de certificações cada vez mais absurdas, treinamentos que antes não eram exigidos e que passam a reforçar com o novo contratação.


Como não eram exigidos os profissionais não possuíam e acabam perdendo a “ apreciação essencial ” ao longo um tempo, o que pleito falta de profissional dentro do perfil exigido.

FONTE:
https://pt.sfm.com/comprarempresa?gclid=Cj0KCQjwuLPnBRDjARIsACDzGL1cBaT995k6gXeRlVW5brR1lrw3Qqn5jdGnlIDjuenyaml1oFRJ4TgaAnGiEALw_wcB